Windows Live Messenger

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

TALMINDIM









TALMIDIM
Os meninos em Israel começavam a estudar a toráh aos 6 anos de idade, a torah era o a lei de Moisés, os 5 primeiros livros da bíblia, Gn, Ex, Lv, Nm e Dt, e aos 10 anos de idade esses meninos já sabiam a torah de cor, assim terminava o primeiro estágio de aprendizado, da educação dessas crianças em Israel.

Depois disso alguns voltavam para suas casas e aprendiam o oficio da família, mas os meninos que se destacavam, continuavam o segundo estágio do aprendizado, estudando a torah e se aprofundando na interpretação da lei de Moises.


Eles eram adotados por um rabino e continuavam a freqüentar a sinagoga e a escola judaica.
Esses meninos extraordinários eram chamados de Talmidim, Talmid é a palavra hebraica que no novo testamento foi traduzida como discípulo, talmidim é o plural.
Os Talmidim eram os meninos que formavam a elite intelectual de Iarael, com 12 anos eles já haviam decorado todas as escrituras, os livros históricos, os poéticos, os de sabedoria bem como todos os profetas, e com 14 anos eles debatiam a tradição oral, as interpretações dos rabinos a respeito da lei, e se aprofundavam no que era a pérola da vida religiosa de Israel, que era como colocar em pratica a lei de Moisés.

Os rabinos tinham suas interpretações, e o conjunto de regras, de interpretações de um rabino era chamado de o jugo daquele rabino.
No tempo de Jesus existiam 2 rabinos muito famosos e conceituados, Hilel e Shamai.


Hilel tinha os seus talmidim, e Shamai tinha os seus talmidim, Hilel tinha aqueles que estavam debaixo do seu jugo, e Shamai tinham aqueles que estavam sob seu jugo.
A relação entre um rabino e seus talmidim era intensa e pessoal. Em Israel havia uma recomendação aos talmidim: “Cubra-se com a poeira dos pés
do seu Rabi”. Isso significava que um talmid deveria observar tudo quanto seu rabino dizia, fazia e a maneira como vivia, pois sua grande ambição não
era meramente saber o que seu rabino sabia, mas principalmente se tornar semelhante ao seu rabino.
Ao chegar ao fim do dia, por andarem muito próximo para observar tudo o que seu mestre realizava, esses Talmidim, ficavam cobertos com a poeira que se levantava dos pés do seu mestre.
A relação rabino-talmid era intensa e pessoal, e enquanto o rabino ensinava sua interpretação da Lei e vivia como modelo aos olhos de seustalmidim, cada talmid fazia todo o possível para em tudo imitar seu rabino de tal maneira a que se tornasse igual a ele.
O conceito de talmidim é um dos mais fundamentais do Novo Testamento.

Nesse tempo apareceu Jesus dizendo, eu também tenho o meu jugo, eu também tenho a minha forma de interpretar a lei de Moisés, eu também tenho uma interpretação para ensinar a vocês de como é que Deus quer que vocês vivam.

O que Jesus fala é extraordinário, ele se diferencia dos rabinos da sua época dizendo, esses rabinos colocam sobre seus ombros um jugo pesado, exigências extraordinárias e absurdas, mas o meu jugo é suave e o meu fardo é leve, e ele faz um convite.


Seja o meu Talmidim, o meu talmidi, o meu discípulo, faça parte do meu grupo de talmidim, venha tomar sobre si o meu jugo, porque o meu fardo é leve e o meu jugo é suave.
Venham a mim, todos vocês que estão cansados de carregar as suas pesadas cargas, e eu lhes darei descanso. "Sejam meus seguidores e aprendam comigo porque sou bondoso e tenho um coração humilde; e vocês encontrarão descanso."Mateus 11:28,29)

O convite de Jesus está feito, diferentemente dos rabinos de sua época, que tinham em suas mãos, os extraordinários, os mais destacados, Jesus convida pessoas como eu e você, não importa quem você é, a sua idade, seu sexo, sua classe social, nem o momento que você está em sua vida, nem seu passado ou religião, Jesus está chamando você para andar com Ele, ser o seu Talmidim.